Anonim

Philips adiciona processador ARM à plataforma SOC Richard Wilson
A Philips Semiconductors está adicionando o núcleo do microprocessador ARM Risc à sua plataforma Nexperia system-on-chip (SOC).
As empresas assinaram um contrato de cinco anos que estende a licença ARM existente da Philips. Isso remonta à aquisição da VLSI Technology, que foi a primeira licenciada da ARM em 1990.
A fabricante holandesa de semicondutores planeja usar o núcleo ARM nos projetos da Nexperia, incluindo áudio digital, dispositivo de Internet, comunicações sem fio, imagem, aplicativos automotivos e microcontroladores.
"O contrato estratégico de longo prazo de hoje demonstra que ambas as empresas pretendem direcionar soluções digitais baseadas em ARM para novos mercados de aplicativos de alto volume", disse Theo Claasen, vice-presidente executivo e diretor de tecnologia da Philips Semiconductors.
Há um ano, a Philips selecionou o processador MIPS como o primeiro núcleo da arquitetura de sistema no chip multimídia Nexperia. Essa licença incluía o núcleo do processador MIPS64 20Kc de 64 bits e as arquiteturas MIPS32 e MIPS64 de 32 e 64 bits.
Como resultado desse novo contrato, a Philips Semiconductors poderá projetar os processadores principais das famílias ARM9E, ARM9EJ e ARM10 nos designs dos consumidores. O contrato também dá acesso ao processador principal ARM SecurCore SC100, projetado para aplicativos de comércio eletrônico.
De acordo com Warren East, CEO da ARM: “A experiência da Philips Semiconductors em integração SoC e produção de volumes muito altos continuará o impulso da arquitetura ARM em amplas aplicações de consumo.”